fbpx
BrasilPolítica

Ex-diretor da PF chega para depor sobre acusações de Moro

Maurício Valeixo está na superintendência da corporação, em Curitiba. Investigação apura interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

O ex-diretor-geral da Polícia Federal (PF) Maurício Valeixo chegou à superintendência da corporação, em Curitiba, para prestar depoimento por volta das 9h50 desta segunda-feira (11).

Ele será ouvido pelos investigadores que atuam no inquérito que apura interferência política do presidente Jair Bolsonaro na PF.

O inquérito foi aberto pela Procuradoria-Geral da República (PGR), com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF), depois que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro pediu demissão do cargo, no fim de abril — o caso está sob relatoria de Celso de Mello. Moro disse ter sido pressionado por Bolsonaro a fazer mudanças na cúpula da PF.

Valeixo será ouvido por ter sido citado por Moro em depoimento, também à PF, no dia 2 de maio. No dia 24 de abril, após Bolsonaro exonerar Valeixo, Moro deixou o cargo alegando que não via motivo razoável para a troca.

No lugar de Valeixo, e contrariando o então ministro Moro, o presidente indicou Alexandre Ramagem, amigo da família Bolsonaro. A nomeação de Ramagem, entretanto, foi barrada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF.

Na terça-feira (12), às 15h, serão ouvidos, no Palácio do Planalto, os ministros Walter Braga Netto (Casa Civil), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Etiquetas
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios