DestaquesEUA

Democratas formalizam novo pedido de impeachment contra Trump

A resolução de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi introduzida formalmente nesta segunda-feira (11) durante uma breve sessão do Congresso.

O texto não foi anunciado em plenário porque ainda não foi levado para voto, mas a introdução da medida permite que ela seja retomada mais tarde nesta semana.

Como adiantado pela CNN, o único artigo acusa Trump de incitar insurreição, com as afirmações falsas de que venceu a eleição e seu discurso aos manifestantes em 6 de janeiro que precedeu a invasão ao Capitólio.

Eles buscam impedir que Trump mantenha seus direitos políticos após o fim do mandato dele, em nove dias.

Durante a sessão desta segunda, os congressistas republicanos contestaram um pedido dos democratas para que o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, considere ativar 25ª Emenda para retirar o presidente Donald Trump do cargo.

Após a objeção, a sessão foi adiada até a manhã de terça (12).

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, já havia adiantado neste domingo que se a medida desta manhã fosse barrada, a Casa avaliaria o pedido na terça. Os democratas pedem que Pence responda em até 24 horas e, caso isso não aconteça, levarão a resolução pedindo o impeachment de Donald Trump ao plenário.

Líder da maioria na Câmara espera votação na quarta

O líder da maioria na Câmara, Steny Hoyer, disse à CNN que espera que a votação para o impeachment do presidente Trump ocorra na quarta-feira (13).

Ele disse que quer que os artigos sejam enviados imediatamente ao Senado, sem atrasar o envio. Isso pode significar um julgamento no Senado nos primeiros dias da presidência de Biden.

Com informações da Reuters e da CNN Internacional

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Etiquetas
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios