fbpx
DestaquesSaúde

Produção da CoronaVac é suspensa por falta de insumos

Essa demora se dá pela aceleração da campanha de vacinação na China. O país onde surgiu o coronavírus atual já aplicou 146 milhões de doses.

O Instituto Butantan suspendeu a produção da vacina CoronaVac nesta quarta-feira (7). A paralisação na fabricação do imunizante utilizado contra a Covid-19 acontece pela falta de insumos necessários. A informação é do canal CNN.

A matéria-prima IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) deveria chegar nesta sexta-feira (9), vindo da China. Ela é fornecida pela Sinovac, empresa parceira do Butantan na produção da vacina.

A entrega, porém, sofreu um atraso, já confirmado por João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo. Essa demora se dá pela aceleração da campanha de vacinação na China. O país onde surgiu o coronavírus atual já aplicou 146 milhões de doses.

A nova previsão é de que os insumos cheguem a São Paulo no dia 15 de abril. Serão 6 mil litros do IFA, o suficiente para a produção de 10 milhões de doses. O instituto negocia a antecipação da entrega.

Mesmo com a pausa na produção, o Butantan garantiu que vai conseguir entregar o lote de vacinas da próxima semana, pois já tem 2,5 milhões de doses prontas. Essas unidades só aguardam o prazo do controle de qualidade.

Apesar do atraso, o instituto afirmou que vai cumprir os prazos estipulados no contrato com o Ministério da Saúde. Até o final de abril, o Butantan deve entregar 46 milhões de doses.

A CoronaVac já teve 38,2 milhões de doses entregues, sendo 22,7 milhões no mês de março. Ela representa o maior percentual de imunizantes utilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na campanha de vacinação contra o coronavírus no Brasil.

Outra vacina aplicada no país é a da AstraZeneca, feita em parceria com a Fiocruz. O problema desse imunizante é a baixa quantidade produzida. Seu IFA também vem da China, mas ainda não há informações sobre algum atraso na entrega. Por enquanto, o laboratório do Rio de Janeiro tem material suficiente para produzir as vacinas até o mês de maio.

Até agora, apenas 10% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19, totalizando 21,3 milhões de pessoas, e apenas 5,8 milhões receberam duas aplicações. A média é de apenas 628 mil vacinações por dia.

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Etiquetas
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios