fbpx
MaranhãoPrincipais Destaques

Maranhão é destaque na produção de soja e milho em grão, aponta IBGE

O Maranhão está entre os estados que, na variação anual, se destacou na produção de milho (em grão), na 1º safra de abril de 2021, com aumento de 8,8%.

Segundo dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Maranhão está entre os estados que, na variação anual, se destacou na produção de milho (em grão), na 1º safra de abril de 2021, com aumento de 8,8%.

Na 1ª safra, de acordo com o IBGE, a produção estimada no país foi de 25,8 milhões de toneladas – um crescimento de 1,3% em relação ao mês anterior, ou o equivalente a 339,0 mil toneladas.

Quanto à variação anual, o país aguarda colher 25,8 milhões de toneladas, com aumentos, também, nas produções de Minas Gerais (1,6%), Rio Grande do Sul (5,2%), Bahia (2,8%), Pará (4,3%), Mato Grosso (4,3%) e Mato Grosso do Sul (10,3%).

Já na produção de soja (em grão), o destaque do Maranhão foi um aumento de 3,7% (na variação anual) – reflexo do crescimento da área plantada, impulsionados pelos preços da commodity.

O IBGE aponta que a estimativa da produção da soja no Brasil foi de 131,9 milhões de toneladas, um aumento de 0,1% em relação ao mês de março de 2021.

“Estes dados refletem o bom trabalho executado pelo Governo do Maranhão, que tem atuado incansavelmente na garantia de direitos, de investimentos e de desenvolvimento ao povo do Maranhão”, analisa o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo.

Brasil

O IBGE destacou, também, que a estimativa de abril para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas, de 2021, continua recorde: 264,5 milhões de toneladas, 4,1% acima (10,3 milhões de toneladas) da obtida em 2020 (254,1 milhões de toneladas).

A área a ser colhida é de 67,9 milhões de hectares, sendo 3,7% (2,4 milhões de hectares) maior que a de 2020 e 0,2% (135,5 mil hectares) maior do que o previsto no mês anterior.

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios