fbpx
Covid-19MaranhãoPrincipais Destaques

Maranhão registra primeiro caso da variante indiana da Covid-19

Variante foi detectada no tripulante indiano de 54 anos que estava a bordo do navio “MV SHANDONG DA ZHI”, atracado no litoral do Maranhão.

O Maranhão registrou o primeiro caso da variante indiana do coronavírus no estado. A informação foi confirmada pelo secretário da Saúde, Carlos Lula, na manhã desta quinta-feira (20). A variante foi encontrada no tripulante indiano, de 54 anos. Ele estava a bordo do navio “MV SHANDONG DA ZHI”, atracado no litoral do Maranhão.

Este é o primeiro caso da cepa indiana no Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a variante está sendo classificada como um tipo digno de preocupação global. A OMS disse que a linhagem predominante da B.1.617 foi identificada primeiramente na Índia em dezembro, embora uma versão anterior tenha sido detectada em outubro de 2020.

Ainda de acordo com o secretário, das 15 amostras estudadas, foi possível fazer o estudo genômico de seis. Em todas as seis amostras foram confirmadas a cepa indiana. Por conta disso, a tripulação do navio se encontra isolada, não tem permissão para atracar na costa do Maranhão e continuará fundeado. Conforme o secretário, 100 pessoas que tiveram contato com esses tripulantes serão testadas, acompanhadas e isoladas.

No último domingo (16), o governo do estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que um homem de nacionalidade indiana foi internado em um hospital da rede privada de São Luís com sintomas do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a SES, o fato foi informado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele começou a sentir os sintomas da doença em 4 de maio e teve febre. Por conta do quadro, o indiano foi encaminhado em um helicóptero para um hospital da rede privada na última sexta-feira (13), por determinação da equipe médica que o assistia.

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios