fbpx
Covid-19Destaques

Ceará monitora possível 1º caso de variante da Índia

O paciente é um homem de 35 anos que voltou de viagem da Índia no dia 9 de maio.

A Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) foi notificada pela Anvisa sobre um caso suspeito da variante indiana do coronavírus em Fortaleza, capital do estado. No dia 18 de maio foi realizada visita técnica ao local de isolamento do paciente, com equipes técnicas da Vigilância Sanitária do Estado e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), além de equipe de epidemiologia do Município de Fortaleza.

O paciente é um homem de 35 anos que voltou de viagem da Índia no dia 9 de maio. De acordo com a Secretaria de Saúde, após o desembarque, ele seguiu em isolamento e não manifestou sintomas, apesar de dois exames RT-PCR nos dias 10 e 11 darem positivo. Um novo exame, feito no dia 18, deu negativo.

O Brasil não tem voos diretos para a Índia, é preciso fazer escala para se chegar ao país asiático. O paciente viajou ao país a trabalho, acompanhado de um colega de trabalho, que também fez exames nos dias 10 e 11 e todos deram negativo. Ele segue sem sintomas, afirma a Sesa em nota.

Nesta semana, o governo do Maranhão confirmou os primeiros casos de Covid-19 provocados pela variante do coronavírus que emergiu na Índia. Ela foi identificada em tripulantes do navio Mv Shandong Da Zhi, com bandeira de Hong Kong, ancorado no estado, que viajou da África do Sul até São Luís. O estado monitora cerca de 100 pessoas que tiveram contato com pelo menos três pacientes que precisaram sair da embarcação para serem atendidos.

Segundo informações do governo estadual, o navio levava 24 passageiros, e os outros 9 tiveram diagnóstico negativo para a doença. O secretário destacou ainda que a população está isolada e o navio não tem permissão para atracar em solo maranhense. Ele está ancorado em alto mar desde 7 de maio.

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios