fbpx
PolicialPrincipais Destaques

Justiça condena jovem por espancamento e morte de interno em unidade da Funac no Maranhão

Bruno Serafim Moreira Lima, de 20 anos, foi condenado a 14 anos de prisão por ter liderado um motim na Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), no município de Imperatriz em janeiro de 2020.

A Justiça condenou Bruno Serafim Moreira Lima, de 20 anos, a 14 anos de prisão por ter liderado um motim na Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), no município de Imperatriz, a 626 km de São Luís, em janeiro de 2020, levando ao espancamento e morte um adolescente de 17 anos identificado como Fernando Rian Dutra.

A decisão judicial foi baseada em uma Ação do Ministério Público do Maranhão (MP-MA). Na época em que cometeu o crime, Bruno Serafim tinha 19 anos. De acordo com a investigação, a vítima passava por um dos corredores da Funac quando sofreu ataques de Bruno e de mais cinco internos.

O condenado era o líder do motim e, por isso, foi denunciado e processado por corrupção de menores e homicídio qualificado por motivo fútil, emprego de meio cruel e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Ainda conforme a apuração, monitores tentaram separar a briga, mas não conseguiram. A vítima foi levada ao hospital ainda com vida, mas faleceu por conta das lesões. Bruno Serafim Moreira Lima já se encontra em reclusão na Unidade Prisional de Imperatriz e aguarda o cumprimento da sentença.

Relembre o Caso
O adolescente Fernando Rian Dutra, de 17 anos, morreu após ser espancado dentro de uma unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) no bairro Três Poderes, no município de Imperatriz.

De acordo com a Funac, Fernando Rian teria ameaçado outros internados e a situação, causou um atrito entre os companheiros de cela. Segundo o Ministério Público do Maranhão (MP-MA), o motivo da briga seria uma rixa entre os adolescentes. A vítima cumpria medida de internação por ato infracional correspondente a homicídio.

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Ler Mais

RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios