WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
O FIM DAS DORES - Magnésio Dimalato Magnésio Dimalato
MaranhãoPrincipais Destaques

Acusados de morte de criança por incêndio a coletivos têm julgamento adiado no Maranhão

O adiamento foi por conta da renúncia de um dos advogados. Eles só devem sentar na cadeira dos réus no dia 11 de novembro.

Cinco acusados dos ataques a ônibus em 2014 na Região Metropolitana de São Luís seriam julgados na manhã de segunda-feira (13), em São José de Ribamar, mas tiveram o julgamento novamente adiado. Eles só devem sentar na cadeira dos réus no dia 11 de novembro. O adiamento foi por conta da renúncia de um dos advogados.

A defesa que renunciou foi a do réu Wilderley Moraes, apontado como um dos mentores da ação criminosa. A Justiça deu o prazo de cinco dias pra que um novo advogado assuma o caso, do contrário, a demanda será levada à Defensoria Pública.

Este foi o segundo adiamento do julgamento. O Ministério Público pede a condenação dos acusados por homicídio, tentativa de homicídio, crime de dano, associação criminosa e corrupção de menores.

O crime
No dia 3 de janeiro de 2014, criminosos atearam fogo no ônibus em que estava a menina Ana Clara, de seis anos. O fato aconteceu na Vila Sarney. A criança morreu com 95% do corpo queimado. A irmã caçula dela teve queimaduras em 20% do corpo e a mãe em 40% do corpo, mas sobreviveram. Márcio Ronny, que tentou salvar Ana Clara, também sobreviveu depois de ter 75% do corpo queimado.

Ana Clara, de 6 anos teve 95% do corpo queimado. Foto: Reprodução

Considerado herói ao arriscar a própria vida, ele estava na primeira fileira do salão de júri na expectativa por justiça.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios