GRANDE RIO HONDA
MaranhãoPrincipais Destaques

AGED confirma o primeiro registro de sementes não autorizadas que foram recebidas no Maranhão

Uma moradora do bairro São Francisco, em São Luís, recebeu um pacote de sementes em seu endereço, sem haver feito nenhuma compra ou solicitação.

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) registrou o primeiro caso de pacotes de sementes não autorizadas a uma moradora do Maranhão. Uma moradora do bairro do São Francisco na capital maranhense, notificou a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA), que recebeu um pacote de sementes em seu endereço, sem haver feito nenhuma compra ou solicitação.

Ela tomou as medidas necessárias, encaminhando o pacote de sementes sem violar, para o setor responsável da AGED pela Defesa e Inspeção Vegetal. “Essa é a primeira ocorrência que recebemos e queremos fazer um alerta a todos do Estado do Maranhão que ao receberem um pacote como este, contendo sementes, não despreze, não jogue fora e entregue em uma de nossas Unidades Regionais ou entre em contato pelos telefones em nosso site para que possamos fazer o recolhimento destas sementes”, frisou Antonia Lucia Malheiros, diretora de Defesa e Inspeção Vegetal da AGED.

A orientação, em caso de recebimento de pacote de sementes desconhecidas, é de levar imediatamente à Superintendência Federal de Agricultura do Maranhão (SFA/MA) ou à AGED mais próxima para que possam tomar as providências necessárias. Caso o cidadão não tenha um escritório da AGED em seu município ele pode ligar para o setor da Ouvidoria da AGED (98) 99132-0441 ou SFA (98) 3131-3407.

É recomendado que a embalagem não seja violada, não seja descartada em cursos d’água ou junto ao lixo comum. Orienta-se ainda não plantar ou semear muda ou semente recebidos de origem desconhecida, mesmo que a embalagem descreva que o conteúdo é de uma semente de fruta popular.

Essas medidas visam proteger o patrimônio fitossanitário brasileiro e maranhense. A importação de vegetais sem autorização pode facilitar a entrada de pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além de causar prejuízos econômicos.

A Secretaria de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), informou que após análises laboratoriais, foi identificada a presença de ácaro vivo em uma amostra; de três fungos diferentes em 25 amostras; de bactéria em duas amostras; e possibilidade de pragas quarentenárias em quatro amostras (como plantas daninhas).

Toda a análise é feita no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Goiás, que é referência no país. Até o momento, foram confirmados 258 pacotes de sementes não solicitados em 24 estados e no Distrito Federal. O único estado que ainda não registrou o recebimento do material foi o Amazonas. A expectativa é que em 30 dias haja um detalhamento maior desses resultados.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios