CidadesPolicialPrincipais Destaques

Agente penitenciária acusa delegado de abuso de autoridade em Santa Inês

Agente foi detida após fazer o trabalho de revista a dois servidores da Polícia Civil.

Uma agente penitenciária do presídio de Santa Inês foi detida e tirada a força de seu ambiente de trabalho após fazer uma revista a dois servidores da delegacia de Policia Civil que não teriam gostado do procedimento da agente.

Os servidores, uma escrivã e um investigador da Policia Civil foram ao presídio pegar um depoimento e tentaram burlar o procedimento padrão de revista. Eles foram orientados a fazerem a revista com detector de metal e isso teria causado insatisfação à eles.

De acordo com a agente penitenciária, o procedimento é determinado em Portaria Interna e que exclui, apenas, juízes, promotores e defensores.

A agente Adriana Bastos recebeu voz de prisão e foi obrigada a entrar no porta-malas da viatura da Polícia Civil e levada para a delegacia e disse que ficou em uma cela ao lado de detentos do sexo masculino.

A Secretaria de Administração do Estado disse em nota que a agente agiu dentro da lei, cumprindo a portaria, que determina que ninguém entre em nenhuma unidade prisional sem passar por uma revista. O caso da agente está na Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção

Foi instaurado um inquérito policial para apurar o caso. Já a postura do delegado que deu voz de prisão à agente está sendo apurada pela Corregedoria da Polícia Civil.

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close