CidadesMaranhãoPrincipais Destaques

Consorcio agiliza liberação de royalties para 25 municípios do Maranhão

25 municípios maranhenses são percorridos ou afetados pela Estrada de Ferro Carajás

Reportagem
Humberto Fernandes

Faça o Download!

Os municípios maranhenses percorridos ou sob influencia da Estrada de Ferro Carajás – EFC, que integram o Consorcio Intermunicipal Multimodal – CIM, têm uma boa notícia para esse fim de ano. É que eles poderão ser contemplados com uma significativa injeção de recursos para agilizar importantes projetos em diversas áreas. A informação é do diretor do Consorcio Dilton Carvalho, após participar de reuniões na Agência Nacional de Mineração e na Agência Nacional de Transportes Terrestres, em Brasília.

” Estamos no fechamento de planilhas de partilha dos royalties da mineração. As reuniões foram um sucesso e todos os anseios do consórcio estão sendo atendidos e esperamos que até o inicio de dezembro os municípios do Maranhão estejam sendo contemplados com as parcelas dos royalties da mineração”. Comemorou Dilton.

O diretor Dilton Carvalho fez parte de uma comitiva liderada pela Presidente do Consórcio Intermunicipal Multimodal, prefeita de Vila Nova dos Martírios, Karla Batista Cabral Souza. O Secretário de Articulação Política da Prefeitura de Vila Nova dos Martírios Jonilson Souza e o prefeito de Bom Jesus das Selvas Fernando Coelho também participaram das reuniões.

Na Agencia Nacional de Mineração – ANM, a reunião foi com o Diretor de Procedimentos Arrecadatórios, Ricardo Paraíba, com o objetivo de opinar e buscar conjuntamente a melhor forma para realizar a divisão dos recursos dos royalties em favor dos municípios afetados, com base em um decreto publicado ano passado.

Os 25 municípios maranhenses percorridos ou afetados pela Estrada de Ferro Carajás contam com cerca de 1 milhão e oitocentos mil habitantes as margens de cerca de 670 quilômetros de Ferrovia.

O Consorcio Intermunicipal Multimodal –CIM, tem projetos nas áreas de educação, saúde e geração e renda, da ordem de 85 milhões de reais.

A Estrada de Ferro Carajás (EF-315), também conhecida pela sigla EFC, é uma ferrovia diagonal brasileira com 892 km de extensão, em bitola larga, operada pela mineradora Vale S.A.. Passa pelos estados do Maranhão e do Pará, ligando o Porto do Itaqui no município de São Luís (MA) a Marabá e Parauapebas (PA). Sua denominação no Plano Nacional de Viação é EF-315, mas também foi apelidada de Ferrovia Carajás-Itaqui. Apesar dos problemas enfrentados pelo transporte de passageiros de longa distância no Brasil, este sistema transporta atualmente cerca de 1.500 usuários por dia.

Acidentes com mortos e feridos são frequentes na ferrovia que leva um dos maiores trens de carga do mundo, entre o Pará e o Maranhão

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close