GRANDE RIO HONDA
DestaquesMundo

Em meio à crise do coronavírus, ministro deixa Merkel ‘no vácuo’ e recusa aperto de mão

Alemanha tem 150 pessoas infectadas com Covid-19; profissionais de saúde recomendam evitar contatos próximos e apertos de mãos.

O ministro do Interior alemão se recusou a cumprimentar a chanceler Angela Merkel com um aperto de mão nesta segunda-feira (2), em meio ao surto de Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus.

Entre domingo e segunda-feira, a Alemanha registrou 21 novos casos, elevando o número de infectados no país para 150.

Ao chegar em uma sala de reuniões, a dirigente estendeu a mão para o chefe de Interior, Horst Seehofer, que se afastou com um gesto, sorrindo.

Em um clima ameno, a mandatária entendeu o recado e os dois começaram a rir. Seehofer já havia dito a repórteres, antes da chegada de Merkel, que havia deixado de estender a mão como cumprimento por conta do vírus.

Para evitar a contaminação, os profissionais de saúde recomendam particularmente evitar os apertos de mãos.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios