WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
Maranhão

Embarcação que naufragou em Barreirinhas é localizada pelo CTA

Buscas continuam para localizar três pessoas que estavam na embarcação. Duas foram resgatadas com vida horas depois do naufrágio.

Uma equipe do Centro Tático Aéreo (CTA) localizou ainda na tarde dessa terça-feira (08), a embarcação “O Marinheiro 66”, que naufragou pela manhã, na foz do Rio Preguiças em Atins, no município de Barreirinhas, distante 252 km de São Luís. Os mergulhadores, contudo, não conseguiram desembarcar para tentar localizar as três pessoas desaparecidas. Duas já foram resgatadas com vida.

Além da CTA, participam também da operação de salvamento a Marinha, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Um helicóptero da Marinha saiu de Belém-PA para reforçar os trabalhos. A Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA) cogita a possibilidade de uma onda forte ter sido a causa do naufrágio. A investigação, no entanto está no início.

As buscas pelas três pessoas desaparecidas reiniciaram na manhã desta quarta-feria (09). Duas foram resgatadas com vida por outra embarcação que passava pela região, segundo a Capitania dos Portos.

O Marinheiro 66 tem seis metros e uma estrutura de aço. A dificuldade é grande na região e o apoio de navegadores experientes naquele trecho foi solicitado pela Marinha para tentar localizar os desaparecidos.

“O grande problema ali é o mar revolto ainda mais neste período do ano, então fica mais difícil esse acesso para as buscas, mas temos certeza que vamos encontrar os desparecidos”, declarou o capitão Paulo, subcomandante da Capitania dos Portos do Maranhão.

Causa do naufrágio

As informações que a Capitania apurou até o momento dão conta de que eram cinco pessoas estavam a bordo de “O Marinheiro 66”, que saiu de São Luís com destino à Barreirinhas. Chegando na região dos Lençóis Maranhenses, tentaram entrar no Rio Preguiças e uma onda teria sido tão forte a ponto de virar a embarcação, segundo investiga a Capitania dos Portos.

“Realmente não há nenhum registro anterior naquela região. Então já iniciamos um processo para apurar as causas do acidente, mas acreditamos que foi algo do tempo que contribuiu para esta situação. É uma embarcação devidamente inscrita aqui na Capitania, portanto ela está habilitada para navegar. Nossa apuração agora é quanto à tripulação. Essas informações ainda nós não temos”, disse o capitão.

Com informações do G1/MA

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios