WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
DestaquesMundo

EUA preparam o retorno de atrações turísticas

Turismo no país tem retorno gradual, apesar da marca de cem mil mortos por Covid-19

Aos poucos, os portões de algumas atrações turísticas nos Estados Unidos vão sendo reabertos. De costa a costa, parques temáticos, áreas de preservação natural e até cassinos já voltaram a receber visitantes, ou já anunciaram data para retomar as atividades.

A reabertura dessas áreas, em muitos casos, têm gerado críticas. Afinal, o país acaba de ultrapassar a marca de cem mil mortos por Covid-19. Autoridades locais, no entanto, garantem que as medidas de segurança sanitária são suficientes.

Diversão na Flórida
O Magic Kingdom e o Animal Kingdom, dois parques do Walt Disney World na Flórida, devem voltar a receber visitantes em 11 de julho, caso recebam autorização das autoridades locais. No dia 15, seria a vez do Epcot e do Hollywood Studios. O plano de reabertura foi anunciado na última quarta-feira, com uma lista de novas medidas de higiene e segurança a serem adotadas.

Entre elas estão a diminuição da capacidade dos parques, o reforço nos procedimentos de limpeza e o distanciamento entre as pessoas, além do uso de máscaras, na mesma linha do que foi adotado na reabertura da Disneyland de Xangai.

Bem antes disso, porém, acontecerá a reabertura do Universal Orlando Resort. Em 1º de junho, os parques Universal Studios Florida, Islands of Adventure e Volcano Bay serão reabertos, para testes, apenas para funcionários. No dia 5 será a vez de liberar a entrada para o público geral.

Já o Kennedy Space Center, em Cabo Canaveral, retomou suas atividades turísticas na quinta-feira, 28 de maio. A atração também estabeleceu uma série de normas de segurança para evitar o alastramento do novo coronavírus, como redução de capacidade, maiores distancias entre frequentadores e medição de temperatura corporal.

Aventuras ao ar livre

Visitantes no Grand Canyon, no Arizona, que reabriu parcialmente para o público Foto: Mario Tama / AFP

Marcas registradas dos Estados Unidos, os parques nacionais foram fechados em março, quando a epidemia do novo coronavírus no país explodiu. Mas, aos poucos, alguns começam a receber de volta os visitantes. Entre os mais conhecidos do país, o Grand Canyon National Park é um deles. Há duas semanas, um dos acessos do parque, o South Rim, no estado do Arizona, foi reaberto, com horário de visitação reduzido. Outras áreas do parque permanecem fechadas, sem previsão de reabertura.

Caso semelhante é o do Yellowstone. O parque se espalha por três estados, Montana, Idaho e Wyoming. Apenas a área neste último foi reaberta à visitação. Trilhas, mirantes e banheiros estão abertos, mas as áreas para acampamento e restaurantes, não.

Apostas em Las Vegas

Letreiros na Strip de Las Vegas anunciam a reabertura de hotéis e cassinos no dia 4 de junho Foto: Mario Tama / AFP

No dia 4 de junho, a Strip voltará a brilhar. É o que prometem os cassinos de Las Vegas, que serão reabertos nesta data. Alguns dos grandes hotéis-cassinos da cidade, como Caesars Palace, Bellagio, MGM Grand e Wynn Resorts, reabrirão nesta primeira fase.

A reabertura acontecerá com diversas restrições e adaptações, é claro. A medição de temperatura será obrigatória, mas o uso da máscara não – apesar de os estabelecimentos estarem sendo orientados a fornecer a proteção facial a todos. Máquinas e mesas serão bloqueadas, para aumentar a distância entre as pessoas, e o uso de álcool em gel será obrigatório para quem estiver nas mesas de jogos de cartas e dados, por exemplo. Também haverá um grande esforço das equipes dos hotéis e de agentes públicos para evitar aglomerações. Dá para imaginar Las Vegas sem os grandes grupos de pessoas festejando?

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios