Entretenimento

Feira do Livro de São Luís reúne autores locais e nacionais

Durante os 10 dias do evento, promovido pela gestão do prefeito Edivaldo no Multicenter Sebrae, intelectuais maranhenses e de estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Pará, Paraná, Bahia e Paraíba participam da FeliS que segue até 25 de novembro

Intelectuais maranhenses e de sete estados brasileiros foram convidadas para discutir ‘A Brasilidade na Cultura Contemporânea’, tema da 12ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) durante os 10 dias do evento que prossegue até o dia 25 de novembro das 10h às 22h no Multicenter Sebrae. Nesta terça-feira (20), a programação conta com os autores Mary Del Priori (SP), Lúcia Fidalgo (RJ), Gaspar Z’Àfrica Brasil (SP) e Luciano Góes (SC). Já na segunda-feira (19), destaque para a participação dos pernambucanos José Renato Siqueira e Alexandre Santos e dos cariocas Lúcia Fidalgo e Ramon Nunes de Mello.

“Nós trazemos autores de outros estados para a 12ª Feira do Livro de São Luís para possibilitar uma troca de experiências, de vivências, um espaço de interação entre o que está sendo produzido em nível nacional com nossa produção local. A FeliS é um espaço importante de debate sobre temáticas contemporâneas que estão representadas nas obras desses autores, que precisam ser postas em evidência a fim de que tenhamos uma sociedade mais esclarecida” pontua o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

Promovida pela Prefeitura de São Luís por meio das secretarias de Cultura (Secult) e Educação (Semed), a 12ª FeliS é correalizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae-MA) e Serviço Social do Comércio (Sesc-MA), com patrocínio da Vale e Companhia Maranhense de Gás (Gasmar). Apoiam o evento o Governo do Estado, Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Associação dos Livreiros do Maranhão e empresa Potiguar, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. A TV Difusora também é parceira.

Intelectuais do Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Pará, Paraná, Bahia e Paraíba enriquecem a programação, totalizando 22 autores, que perpassam diversas áreas do conhecimento como literatura infantil e juvenil, poesia, crônica, contos, filosofia, reportagem, música, cultura, direitos humanos, cultura negra, educação, história, psicologia, matemática, direito, biblioteconomia e povos indígenas.

CARPINEJAR

No domingo (18), às 19h30, no Auditório Graça Aranha, foi a vez do poeta, cronista e jornalista Fabrício Carpinejar (RJ) trazer a sua contribuição, com a palestra ‘Masculinidade, Poesia e Afeto’, com mediação do jornalista Jonas Sakamoto.

Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fabrício Carpinejar é considerado um dos principais nomes da poesia contemporânea. O autor já publicou 43 livros entre poesia, crônicas e reportagem, além de ser detentor de mais de 20 prêmios literários. Atua como comentarista do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo e colunista no jornal Zero Hora e blog no O Globo.

Durante a palestra, o autor abordou com ar divertido assuntos como relacionamento amoroso, diferenças entre o comportamento masculino e feminino, sexo e relação entre pais e filhos, arrancando várias risadas do público que lotou o auditório. Sobre relacionamento amoroso, Carpinejar pontuou que as pessoas querem mostrar que são melhores que as outras, que dificultam as coisas e não antecipam informações que poderiam evitar conflitos. Quanto à relação pais e filhos, o escritor ponderou que os pais vão morrer um dia e os filhos têm uma chance generosa de devolver aquilo que receberam deles.

“Você lê porque sente curiosidade. Os pais precisam despertar essa curiosidade nos filhos. Meus pais colocavam fotos dentro dos livros e a gente lia para ver se tinha alguma relação. Aí a gente via que não tinha nenhuma relação, mas tudo bem”, compartilhou, com ironia.

Além de Carpinejar, a 12ª FeliS conta com a participação de Geovani Martins, Lúcia Fidalgo, Roseana Murray, Eduardo Jardim e Ramon Nunes De Melo, vindos do Rio de Janeiro. De São Paulo vieram Mary Del Priore, Gaspar Záfrica Brasil, Solange Muglia Wechsler e Bruna Cândido. Pernambuco é o estado de origem de outros quatro autores: Mário Rodrigues, André Neves, Alexandre Santos e José Renato Ribeiro. Os paraenses Luiz Percival Leme Britto, Ivan Abreu Mendes e Cacique Zeca e os paranaenses Fernando Granato e Cátia Lindemann também marcaram presença. Wanda Machado e Eduardo Ribeiro vieram da Bahia e Edgar Diniz, da Paraíba.

LANÇAMENTO

Ainda no domingo, no Auditório Casa do Escritor, às 15h, houve o lançamento do livro ‘Minhas Memórias e Fragmentos da Minha História’, escrito por Maria Rita Brandão Salazar, de 85 anos, que é natural da cidade de Codó e se mudou para São Luís ainda adolescente. “O livro trata sobre minha história de vida, as dificuldades de ter criado 10 filhos e adotado outros três e outras situações. Pedi a ajuda dos meus filhos e netos e produzimos o livro por conta própria. Estou muito feliz de fazer o lançamento durante a Feira do Livro”, compartilha, emocionada.

Acesse toda a programação da 12ª FeliS no endereço   http://www.feiradolivrodesaoluis.com.br//

As informações são da Assessoria

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close