GRANDE RIO HONDA
BrasilDestaques

Funcionários da Latam têm dia decisivo para evitar nova leva de demissões

A companhia informou que, para reequilíbrio de sua situação financeira, além da recente dispensa de 2.743 tripulantes, pretende demitir mais 1.200 trabalhadores

Funcionários da Latam Airlines do Brasil aguardam uma sinalização da empresa nas próximas horas com uma nova proposta para que seja evitada uma nova onda de demissões. Em petição apresentada ao Tribunal Superior do Trabalho, a companhia informou que, para reequilíbrio de sua situação financeira, além da recente dispensa de 2.743 tripulantes, pretende demitir mais 1.200 trabalhadores, sendo aproximadamente 400 pilotos e 800 comissários.

O Presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, comandante Ondino Dutra, adianta que uma saída seria a redução dos salários temporariamente, porém a empresa é contrária e quer reduzir definitivamente. Para ele é inconcebível que num setor tão sensível em que os trabalhadores tem que estar bem psicologicamente haja um impasse como este. “Esse tipo de situação que nós estamos vivendo é totalmente incompatível com os requisitos de segurança da aviação. O que nós precisamos agora é que essa negociação tenha um desfecho para que os tripulantes que continuarem na empresa tenham tranquilidade e segurança de efetuarem seus voos. O que não podemos é prolongar ainda mais esse apostolado que estamos vivendo dentro de um contexto de indefinição completa”, afirma.

A categoria já rejeitou por duas vezes o corte permanente nos salários. O entendimento é que, além da empresa cortado boa parte dos funcionários reduzindo custos, ainda usa uma medida do governo que permite reembolso em até um ano de passagens pagas e não utilizadas em razão da pandemia. A especialista em Direito do Trabalho, Janaina de Santana Ramon diz que a Latam deveria apresentar números e indica que o surto da Covid-19 é temporário, então não há motivos para uma diminuição definitiva dos vencimentos. Em nota a Latam informa que caso não consiga chegar a um denominador comum com o Sindicato dos Aeronautas, lamentavelmente terá que reduzir seu quadro excedente de tripulantes. O Sindicato Nacional dos Aeronautas ingressou com uma ação contra a Latam Airlines Brasil para pedir que a empresa considere a correta remuneração dos que foram desligados para fins de percepção do seguro-desemprego. Em pedido liminar para cumprimento imediato, o SNA reivindica que seja determinado que a Latam considere os salários brutos dos três últimos meses para o cálculo médio aritmético do valor a ser pago.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios