WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
MaranhãoPrincipais Destaques

Bombeiros e Exército se unem para combater queimadas no Maranhão

Pedido foi confirmado no início da tarde desta segunda-feira (26).

O Corpo de Bombeiros do Maranhão e o Exército brasileiro montaram nesta segunda-feira (26) uma sala de situação para fazer o monitoramento das queimadas no Estado. A sala tem um trabalho preventivo, já que a situação no Maranhão não está fora de controle. Agosto é um mês de estiagem, em que há historicamente mais incidências de queimadas no Estado.

“É uma ação daqui para frente permanente. Enquanto durar o período crítico, estaremos reunidos”, afirma o coronel Célio Roberto, comandante do Corpo de Bombeiros no Maranhão.

“O Maranhão está numa situação sob controle, mas a gente não está se descuidando de que é necessário entrar com a prevenção, a fim de evitar o aumento no número de queimadas”, acrescenta.

“Este é o mês de agosto, dos últimos cinco anos, em que a gente registra o menor número de queimadas no Estado”, explica Célio Roberto.

Fotos: Handson Chagas/Divulgação/Secap

Capacitação

Como parte do trabalho de prevenção, 150 integrantes do Exército estão sendo capacitados pelo Corpo de Bombeiros do Maranhão para o combate e a prevenção de queimadas.

O trabalho faz parte da continuidade de cooperação já existente entre o Exército e os bombeiros, de acordo com o tenente-coronel Luciano Sousa Filho, comandante do 24º Batalhão de Infantaria de Selva.

“Já temos uma parceria ao longo do ano com o Corpo de Bombeiros para capacitação de nossas equipes de prevenção e combate a incêndio. Estamos aproveitando para reciclar o conhecimento do nosso pessoal”, afirma o tenente-coronel.

“Essa parceria já é muito forte entre o Corpo de bombeiros do Maranhão e o Exército brasileiro. Prontamente atenderam o nosso chamado para reciclar o conhecimento da nossa companhia operacional”, acrescenta Sousa Filho.

Os 150 homens e mulheres que estão sendo capacitados estão prontos a responder qualquer chamado imediato que possa surgir.

“Estamos à disposição, mas não há relato no momento de qualquer local que exija o emprego imediato de tropas federais”, diz Sousa Filho.

Sobrevoo

Nesta terça-feira (27), será feito um sobrevoo nas áreas onde se registram os maiores focos de queimada.

“Estamos com todo o planejamento pronto para enfrentar esse período de estiagem de 2019. Temos o trabalho do Batalhão de Bombeiros Ambiental e as unidades operacionais do interior do Estado, que inclusive já estão trabalhando bastante no combate aos focos de incêndio em todo o Maranhão”, conta o major José Lisboa, dos Bombeiros.

“Estamos trabalhando no sentido de prevenir. No momento, não temos a necessidade de montar a força-tarefa para pronto-emprego. Mas já estamos fazendo a preparação de todo esse pessoal para, caso seja necessário, já estar apto e capacitado para enfrentar esse combate em qualquer município do nosso estado”, diz Lisboa.

Queimadas no Maranhão

Mapa das queimadas no Maranhão de janeiro a julho de 2019 — Foto: Divulgação/Secretaria de Meio Ambiente

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), o Maranhão já registrou 5289 mil queimadas em 2019.

Somente de janeiro a julho deste ano, o Maranhão já registou 6656 focos de incêndio. Segundo a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) a região amazônica maranhense é uma das mais afetadas, tendo registrado 539 focos, o que corresponde a 8,1% do território.

Segundo a Sema, o cerrado é o bioma mais afetado por conta das queimadas, com o registro de 6072 focos, o que equivale a 91,2% dos casos contabilizados este ano no estado.

O município de Mirador no leste maranhense, é a cidade mais afetada por conta das queimadas, tendo registrado mais de mil focos.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios