Policial

Homem confessa ter matado maranhense encontrada em córrego em SP

O corpo da jovem foi encontrado enrolado em um lençol às margens de um córrego no dia 30 de setembro e sem documentos.

O ex-marido da jovem Thaynara de Oliveira, de 25 anos, se apresentou na delegacia de Jarinu (SP) nessa segunda-feira (15) e confessou ter matado a vítima, que era de Itapecuru-Mirim (MA) e tinha um filho de 9 anos.

José Ribamar Martins da Silva, de 30 anos, foi intimado pela polícia e compareceu à delegacia acompanhado por um advogado de defesa.

A investigação já havia pedido e a Justiça decretou a prisão temporária dele. Em seguida, o servente foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista (SP).

O corpo da jovem foi encontrado enrolado em um lençol às margens de um córrego no dia 30 de setembro e sem documentos. A vítima foi levada para o Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí e liberada à família para ser enterrado no dia 2 de outubro.

O crime
Quando foi achada às margens de um córrego na Estrada Juvenal de Sousa, no bairro Bom Retiro, Thaynara estava vestida com calça jeans e blusa na cor preta. A perícia identificou uma lesão na região do pescoço e o nariz estava aparentemente quebrado.

A tatuagem que Thaynara tinha no braço, com o nome “Thalyson”, é uma homenagem ao filho. Alguns amigos lamentaram a morte da jovem na internet.

“Uma moça tão linda, jovem e com a vida toda pela frente”, disse uma amiga. “Que você esteja em um bom lugar”, comentou outro perfil.

Foto: Facebook/Reprodução

Corpo foi encontrado enrolado em lençol às margens de córrego em Jarinu — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close