Tecnologia

iPhone ficou para trás! Smart chinês é mais barato e rouba cena

O embate é interessante – nas linhas a seguir, descubra as semelhanças e diferenças entre os dois modelos

O Xiaomi Mi 8 é um dos principais smartphones da fabricante chinesa Xiaomi. Roubando a cena por conta do hardware potente e preço competitivo lá fora, ficou em oitavo lugar no ranking de desempenho do aplicativo do AnTuTu em dezembro. Ele ultrapassou concorrentes como Galaxy S9 Plus e Google Pixel 3 XL, mas o visual inspirado nos atuais celulares da Apple, faz com que um de seus principais rivais seja o iPhone XR, telefone de “baixo custo” da maçã. O embate é interessante – nas linhas a seguir, descubra as semelhanças e diferenças entre os dois modelos.

O Xiaomi Mi 8 não é vendido oficialmente no Brasil e a Anatel não permite encomendas do modelo. Ainda assim, o smartphone pode ser uma boa opção para turistas com viagem marcada para fora: o preço no mercado asiático fica na faixa de US$ 330, cerca de R$ 1.230. Já o iPhone XR é comercializado pela Apple a partir de R$ 5.199 no país (64 GB).

Design
Xiaomi Mi 8 e iPhone XR trazem design bastante similar, sobretudo na parte frontal. Ambas as fabricantes apostam em bordas reduzidas e dão destaque total à tela, mais alongada. Na parte superior, chama a atenção o recorte que aloca sensores frontais e a câmera de selfies, o popular notch.

Os dois também são construídos em alumínio e trazem revestimento em vidro tanto na parte frontal quanto na traseira. Em relação à resistência, entretanto, o iPhone XR sai na frente: o aparelho tem certificação IP67, que garante que o celular sobreviva a um mergulho em água por até 30 minutos – possibilidade inexistente no Xiaomi Mi 8.

Em contrapartida, o Xiaomi Mi 8 é mais leve e mais fino que o concorrente, com 7,6 mm de espessura e peso de 175 gramas. O iPhone XR tem 8,3 mm e pesa 194 gramas.

São seis opções de cor no iPhone: branco, preto, azul, coral, amarelo ou vermelho. Mais modesta, a Xiaomi trabalha com quatro acabamentos: preto, azul, branco e dourado.

Tela
Diferentemente dos iPhones XS e XS Max, que já contam com a tecnologia OLED, o iPhone XR é equipado com painel IPS LCD, com intuito de baratear o produto. O display tem 6,1 polegadas e peca muito por usar resolução 1792 x 828 pixels, inferior até mesmo ao Full HD presente no iPhone 8 Plus.

Durante nossos testes, a tela do iPhone XR exibiu cores fiéis e apresentou um bom ângulo de visão, mas decepcionou pela resolução pouco indicada para telefones com tela grande.

Nas selfies, o celular da Apple fotografa com 7 megapixels (f/2.2), enquanto o Xiaomi Mi 8 tem 20 megapixels (f/2.0).

As especificações do Xiaomi Mi 8 são consideravelmente superiores. O visor de 6,21 é um Super AMOLED, conhecido por entregar melhor contraste e cores mais vibrantes, e a resolução é Full HD+ (2248 x 1080 pixels).

Para efeito de comparação, o chinês tem densidade de 402 pixels por polegada (ppi), contra 326 ppi do iPhone XR. Na prática, isso deve significar imagens com mais riqueza de detalhes no telefone da Xiaomi.

Câmeras
Mesmo sem o sistema de câmera dupla dos irmãos mais caros, o iPhone XR fez bonito no review do TechTudo. Com 12 megapixels de resolução (abertura de lente f/1.8), as fotos tiradas com a câmera traseira do XR tiveram cores vibrantes e detalhes impecáveis.

Vale lembrar que, apesar de ter apenas um sensor, o iPhone XR é capaz de fotografar com o efeito bokeh, desfocando o fundo das fotos (via efeitos de software). Os resultados foram bons, mas ficaram abaixo dos iPhones com dual camera.

Já o Xiaomi Mi 8 tem dois sensores de 12 megapixels (aberturas f/1.8 e f/2.4): um principal, que capta mais luz, e outro secundário, para oferecer mais profundidade de campo e aprimorar o desfoque das fotos. A promessa é de bons resultados mesmo em ambientes noturnos.

Mesmo sem câmera dupla, iPhone XR faz excelentes fotografias — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Desempenho
O Xiaomi Mi 8 é um dos celulares com Android mais poderosos do mercado. O smartphone ficou em oitavo lugar nos destaques da ferramenta de benchmark Antutu em dezembro, perdendo apenas para outros chineses como o Huawei Mate 20, OnePlus 6T e Xiaomi Mi Mix 2S.

O celular é equipado com o Snapdragon 845, octa-core de até 2,8 GHz da Qualcomm, e tem 6 GB de memória RAM. Ele ainda conta com uma versão especial intitulada Explorer Edition, turbinada com 8 GB de RAM.

Por conta da excelente integração entre hardware e software da Apple, os iPhones costumam ter desempenho avançado mesmo com números menos expressivos. No iPhone XR, o chipset é o Apple A12 Bionic, um hexa-core com arquitetura de 7 nanômetros. A memória RAM não é divulgada pela fabricante, mas especialistas estimam que seja de 3 GB.

Armazenamento
No quesito armazenamento, ocorre empate entre os dois aparelhos. Tanto o iPhone XR quanto o Xiaomi Mi 8 são comercializados com opções com 64 GB, 128 GB e 256 GB de memória interna. Nenhum dos dois permite expandir a memória via microSD.

Bateria
A Apple, como de costume, não especifica a quantidade exata (mAh) de seus aparelhos. Nos testes do TechTudo, porém, a bateria do iPhone XR superou modelos anteriores: o dispositivo ficou quase 16 horas ligado ininterruptamente, mesmo sob uso intenso.

Com 3.400 mAh, a capacidade de bateria do Xiaomi Mi 8 também é acima da média. Segundo a fabricante, a promessa é que o aparelho fique um dia inteiro longe das tomadas. Há ainda a compatibilidade com carregamento rápido.

iPhone XR ficou ligado por quase 16 horas nos testes do TechTudo — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Sistema
O iPhone XR já sai de fábrica com o iOS 12, sistema da Apple com melhorias no desempenho e notificações, controle de atividades, entre outras novidades. Por ser recente, é esperado que o telefone receba, no mínimo, mais cinco atualizações oficiais — uma das principais vantagens do iOS em relação ao Android.

O Xiaomi Mi 8, por sua vez, sai de fábrica com Android 8.1 (Oreo) e está recebendo na China o Android 9 (Pie), nova versão da plataforma do Google. O sistema funciona sob a interface MIUI 10.1, desenvolvida pela Xiaomi com visual e apps próprios.

Mi 8 roda o Android 8.1 (Oreo) com interface própria da Xiaomi — Foto: Reprodução/Tech Advisor

Recursos adicionais
Em termos de recursos adicionais, uma das principais novidades do iPhone XR é a possibilidade de usar dois chips via eSIM, um chip virtual presente no próprio smartphone. O aparelho ainda conta com o sistema de reconhecimento facial Face ID, Animojis e Memojis.

O Xiaomi Mi 8 traz reconhecimento facial e também utiliza leitor de digitais, algo que foi removido nos novos iPhones. O aparelho ainda tem dual chip, Bluetooth 5.0 e entrada USB-C.

iPhone XR tem reconhecimento facial (Face ID) — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Preço e disponibilidade
A Xiaomi decidiu deixar o Brasil em 2015 e, por conta disso, seus smartphones não podem ser comercializados no país. Para os que desejam adquirir o Mi 8 no exterior, é possível encontrá-lo na faixa de US$ 330 internacionalmente, cerca de R$ 1.230 (sem impostos).

O iPhone XR foi lançado no país em novembro de 2018 por R$ 5.199 e já pode ser encontrado mais barato, na faixa de R$ 4.399 em lojas em online.

Com informações do TechTudo

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close