GRANDE RIO HONDA
MaranhãoPrincipais Destaques

Mapeamento aponta redução da área com seca no Maranhão em abril

No sul do estado, no entanto, a seca passou de fraca para moderada na comparação com março.

A última atualização do Monitor de Secas aponta que o Maranhão teve uma redução da área total com seca com aumento da severidade do fenômeno no sul do estado, onde a seca passou de fraca para moderada na comparação com março. Embora tenham sido observadas algumas áreas com chuvas abaixo da média, as precipitações tiveram valores acima de 400mm, superando a média, principalmente no norte.

No sul houve precipitações abaixo da média e os indicadores de curto prazo mostram uma condição de seca variando de fraca a moderada. No sudeste aconteceu uma redução da área de seca fraca, enquanto nas demais áreas os indicadores de curto e longo prazo indicam a inexistência do fenômeno. Os impactos observados em todas áreas, com algum grau de seca, permanecem de longo prazo.

Com as chuvas de abril, o Monitor de Secas registrou uma redução das áreas com seca na Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins. No caso do Espírito Santo, o estado não registra nenhuma área com seca desde março. Já em Alagoas todo o estado permanece com seca.

Também houve a redução da gravidade das secas em oito estados: Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. O Ceará manteve áreas somente com seca fraca e Tocantins teve poucas mudanças na severidade da seca entre março e abril. No caso do Maranhão, houve um aumento da área com seca moderada no sul do estado.

De modo geral, a seca no norte do Nordeste apresenta impacto de longo prazo, associado principalmente ao déficit hídrico de chuvas abaixo da média na região entre 2012 a 2018. No entanto, as precipitações observadas nos quatro primeiros meses do ano trouxeram melhora nos impactos de curto prazo e a consequente recuperação das pastagens, acumulação de água nos pequenos e médios reservatórios, além da recuperação de alguns perímetros irrigados.

As precipitações variaram de normal a ligeiramente acima da média de forma geral. Porém, em algumas áreas aconteceram chuvas abaixo da média, como no Espírito Santo, porção sul e oeste de Minas Gerais e em parte do leste nordestino, numa área entre Alagoas e o Rio Grande do Norte. As precipitações também ficaram abaixo da média no centro-leste do Maranhão, no extremo sul do Piauí, na porção central do Ceará e em alguns pontos do oeste e sul da Bahia.

Deixe Aqui Seu Comentário
Minuto SEBRAE - MA
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios