Esportes

Marcinho Guerreiro pede demissão do Sampaio e presidente rejeita

Marcinho assumiu o comando do Tricolor no dia 6 de setembro e deixa o clube dois meses depois.

A derrota por 1 a 0 diante do Goiás foi o fim da linha para o técnico Marcinho Guerreiro no Sampaio. Ainda no Estádio Olímpico, em Goiânia, o treinador pediu demissão, mas foi rejeitado pelo presidente Sérgio Frota. Com o pedido feito, o treinador e o dirigente se reunirão na terça-feira para definir o futuro no clube.

A derrota para o Goiás foi a quarta consecutiva do Sampaio, que anteriormente perdeu para o Londrina, Juventude e CSA. Marcinho assumiu o comando do Tricolor no dia 6 de setembro e deixa o clube dois meses depois.

Nesse período, o Sampaio chegou a sair da zona de rebaixamento após conquistar 11 pontos nos seis primeiros jogos sob o comando do técnico. Após o triunfo diante do Atlético-GO, no dia 12 de outubro, o time maranhense iniciou a sequência de quatro jogos sem vitória.

Durante esse período de derrotas, no dia 24 de outubro, o Sampaio chegou a anunciar a renovação de contrato com Marcinho Guerreiro para 2019 e agora aguarda a definição sobre o futuro do treinador.

No comando do Sampaio, Marcinho disputou 10 jogos, com três vitórias, dois empates e cinco derrotas, com um aproveitamento de 36,6%. Na Série B, o Tricolor ocupa a 19ª colocação com apenas 32 pontos, faltando três jogos para o fim da competição.

Com informações do GloboEsporte

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close