A Rota das Emoções se fortalece para o mundo

Artigo escrito por Carlos Brandão - Governador do Maranhão

Para esta semana, reservamos o espaço para escrever sobre um grande presente divino que recebemos em nossos territórios. De belezas naturais incontáveis. O fato é que Maranhão, Piauí e Ceará podem se considerar privilegiados. Ao longo de um trajeto de cerca de 500 km e passando por 14 cidades, ficamos todos encantados com lugares incríveis e de gastronomia única, muita aventura e um povo que sabe receber como poucos. A Rota das Emoções oferece uma diversidade de atrativos para todo tipo de turista. E o mais importante: de forma sustentável. É isso que temos que defender sempre. É fundamental que saibamos explorar toda a riqueza que a natureza nos oferece sem agredi-la, sem esquecer do quão importante ela é para o equilíbrio da vida. O Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará; a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba, no Piauí; e o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses são patrimônios de uma gente que está sendo descoberta pelo mundo. São aproximadamente 500 mil habitantes que já se beneficiam da geração de emprego e renda que o turismo proporciona nessa área, por conta de uma economia que gira constantemente.

Todo esse potencial ganhou mais força durante o “5° Salão do Turismo da Rota das Emoções”, realizado no último mês, em São Luís – o primeiro em uma capital. Organizado pelo Sebrae, reuniu 123 expositores – entre operadores do turismo, gestores públicos e instituições da sociedade civil. Uma junção de forças entre os três estados pelo crescimento econômico de nossas cidades, a partir de seus potenciais de atração de visitantes e de investidores.

Considerando-se também que, a partir de primeiro de janeiro, teremos um presidente que já afirmou que tratará o turismo como uma grande fonte de criação rápida de empregos. E nesse ponto estamos muito confiantes que, nessa nova gestão da União, seremos vistos de maneira mais próxima, como o nosso governo tem feito nos últimos anos aqui no Maranhão, em relação aos municípios. Em nosso território, investimos muito nas cidades que fazem parte dessa rota. Por exemplo, podemos citar algumas obras como a estrada Barreirinhas/Paulino Neves e a estrada com destino a Santo Amaro. Concluímos a nossa parte e entregamos o aeroporto de Barreirinhas, que atualmente já recebe voos que percorrem a Rota das Emoções; a construção do Parque das Dunas, também em Barreirinhas; e outras tantas, em todas as localidades desse percurso.

Estamos em um momento que deve ser de harmonia entre os poderes e as instituições. Um momento em que devemos nos unir em busca de soluções para a melhoria da qualidade de vida de nossa gente. Desde 2015, sempre andamos lado a lado com os operadores do trade turístico. E seremos ainda mais parceiros porque sabemos do desafio que temos que enfrentar em um cenário de retomada da economia.

Então, vamos continuar investindo na capacitação da mão de obra empregada e na constante integração entre nossos governos, envolvendo as operadoras do turismo, para que possamos transformar todo o potencial de nossas regiões em geração de emprego e renda, sem descuidar do grande presente que a natureza nos oferece.

Com a união entre a iniciativa privada – com os seus investimentos e o olhar de negócio -, o poder público – executando políticas públicas assertivas -, e instituições, como o Sebrae – trabalhando a qualificação e promovendo nossas potencialidades -, alcançaremos grandes resultados. A Rota das Emoções tem tudo para conquistar o mundo. E acreditamos que é possível.

___________________________________________________________________________________________________________________________________________

Carlos Orleans Brandão Junior (Colinas, 2 de junho de 1958) é um empresário e político brasileiro. Atualmente é governador do estado do Maranhão, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Foi vice-governador reeleito do estado do Maranhão. Anteriormente, atuou como deputado federal por dois mandatos consecutivos. É formado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Maranhão.