Artigo: Valorização e respeito aos professores

Professora Cássia

É necessário que a educação seja libertadora, já ensinava nosso filósofo e educador reconhecido internacionalmente por suas contribuições na educação, Paulo Freire. 

Essa emancipação tem início na educação básica na etapa da educação infantil, onde as crianças ingressam nas instituições de ensino. E, para que isso ocorra em sua totalidade é necessário um processo formativo de qualidade em todas as etapas de ensino.

A valorização e respeito ao professor e à professora está diretamente atrelada a uma educação de qualidade. Mas, além das incertezas, faltam incentivo, salário compatível ao papel desempenhado pelo professor, melhores condições de trabalho, planos de carreira, formação continuada e ampliação dos direitos já conquistados, no país. 

Ainda neste contexto, temos a desigualdade social, violências nas escolas, desvalorização dos professores pelas instituições e sociedade interferem de maneira negativa prejudicando o processo de formação dos educandos. Estes são alguns dos desafios a serem superados para um ensino bom e transformador de vidas.

A valorização dos professores no Brasil está inserida no sistema de reformas implementadas desde a promulgação da Constituição Federal Brasileira (1988) e aprovação dos documentos que regem a educação e as políticas públicas educacionais. Nesse sentido, temos avançado nos planos nacionais de educação que demandam dos Estados a execução das exigências, como o PNE (Plano Nacional da Educação). É importante destacar que as politicas vigentes são resultados de lutas das comunidades educativas, sindicatos, associações e sociedade. Porém, temos uma legislação, mas não o cumprimento dela plenamente.

Sabe-se que os professores são indispensáveis na formação das crianças e dos jovens. Por isso, a importância da valorização como a registrada no Maranhão, nos últimos anos, com a melhoria salarial e o investimento na estrutura da rede estadual de ensino com o programa Escola Digna. A recente luta dos professores da rede municipal de ensino de São Luís também aponta para conquistas em favor da categoria e dos estudantes.

Além disso, são necessárias oportunidades e espaço para escuta, discussões e exposição de ideias dos profissionais da educação para que possam aproximar a comunidade educativa às politicas educacionais.

Nesse âmbito, o respeito também assume a concepção de valorização. Quando o profissional tem seu trabalho valorizado, imediatamente, tem o respeito do outro no que se refere ao desempenho das suas atribuições profissionais. Respeitar um profissional da educação é restituir a sua importância e valorização na sociedade.

A valorização e respeito aos professores não se aporta nas conjunturas sociopolíticas e econômicas, mas nos ensejos globais que reúnem culturas, crenças, paradigmas, dentre outros. Todavia, é necessário esperançar, já dizia o patrono da educação brasileira, Paulo Freire.

________________________________________________________________________________________________________

* Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), servidora pública concursada da rede de ensino de São Luís, cursa Especialização de Psicopedagogia Clínica e Institucional.