Desemprego, carestia e atraso na vacina

Por Zé Reinaldo

O Brasil parece que não está se importando com o que está acontecendo. O atraso na vacinação influencia, fortemente, no desemprego, que hoje chega a mais de 15 milhões de desempregados. E o crescimento, que os economistas e banqueiros diziam que viria ainda este ano, parece mais uma ilusão, sem base, na realidade cada vez mais difícil na vida dos pobres e pequenos empresários. A carestia vem do aumento do preço dos alimentos e ficou pior e mais grave.

O Brasil está dando grande contribuição ao aquecimento global para piorar tudo, ao não combater o desmatamento da Floresta Amazônica, fruto da atividade ilegal e sem controle feita por madeireiros inescrupulosos e da mineração com mercúrio e também com o desmatamento crescente no pantanal. Isso está contribuindo para mudar o regime de chuvas, que estão rareando em determinadas áreas e deixando os reservatórios das hidroelétricas com pouca água, prejudicando a produção de energia elétrica. Para não haver racionamento, colocaram para funcionar dezenas de termoelétricas a carvão que, além de contribuírem para a piora do clima, tem uma operação muito cara fazendo a conta de luz de todos os brasileiros subir como nunca. Isso prejudica a todos, mas principalmente os pobres, que estão vendo seu dinheiro comprando cada vez menos bens. E a consequência é o desemprego, a fome e as dificuldades que atingem, drasticamente, a todas as famílias pobres.

E a solução para toda essa tragédia, cada dia pior? Ninguém sabe. A única coisa em estudo é o aumento da Bolsa Família, mas nem se sabe como isso vai acontecer, pois a Medida Provisória que mandaram para o Congresso muda o programa de nome, mas não diz de quanto vai ser o novo valor, se sabe que jamais chegará aos 600 reais do início.

Aonde vai parar tudo isso, não se sabe, pois o governo não diz. Mas tudo indica que o drama vai continuar. 

________________________________________________________________________________________________________

José Reinaldo Tavares é ex-governador do Maranhão e ex-deputado federal por dois mandatos