Facebook altera nome de uma de suas principais funções

A mudança aconteceu após 15 anos de existência e poucos meses após Mark Zuckerberg decidir renomear sua empresa para Meta.

O Facebook decidiu alterar o nome do Feed de Notícias, uma das principais funções da rede social de propriedade da Meta. A partir de agora, o recurso de chamará apenas “Feed”, para demonstrar melhor a pluralidade de publicações contidas na plataforma.  

A mudança aconteceu após 15 anos de existência e poucos meses após Mark Zuckerberg decidir renomear sua empresa para Meta, desconectando o nome da rede social do mundo corporativo.  

A mudança foi anunciada em uma postagem no Twitter oficial do Facebook. Um porta-voz da rede social, afirmou que o novo batismo tinha como foco “refletir melhor o conteúdo diversificado que as pessoas veem em seus feeds”. Apesar da mudança, a funcionabilidade do recurso não será alterada de nenhuma maneira.  

A mudança não parece ser algo grande, mas os motivos que levaram a decisão são. Em um memorando enviado a funcionários, o Facebook afirmou que o complemento “Notícias” que acompanhava o antigo nome fazia com que usuários pensassem que ali veriam notícias e não publicações de seus amigos.  

Além disso, é importante ressaltar que nos últimos anos a rede social tenta travar uma batalha com a disseminação de postagens mentirosas e notícias falsas, principalmente durante a pandemia de Covid-19. 

No Brasil, por exemplo, um estudo realizado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (DAPP-FGV), mostrou que entre novembro de 2020 e janeiro de 2022 postagens no Facebook com alegações falsas de fraudes nas urnas eletrônicas e defesa do voto impresso tiveram 111.748.306 interações, envolvendo curtidas, comentários e compartilhamentos.   

A pesquisa contabilizou cerca 394.370 postagens sobre os temas em páginas, perfis pessoais e grupos públicos da rede social. Ainda é possível visualizar um aumento das publicações durante novembro de 2020, mês em que aconteceram as eleições presidenciais nos Estados Unidos.