Facebook Protect: entenda o que é e o que fazer se receber a notificação

Ferramenta de segurança do grupo Meta chegou ao Brasil este mês. Ela traz a exigência de autenticação em dois fatores para pessoas com maior risco de ataque hacker.

O grupo Meta anunciou nesta semana a chegada do Facebook Protect para usuários brasileiros. A ferramenta de segurança é destinada a pessoas que tenham maior risco de ataques hackers.

Testado pela primeira vez nas eleições americanas de 2018, o programa deve estar em mais de 50 países até o final de 2021.

O que é o Facebook Protect
A ferramenta torna obrigatória a autenticação de dois fatores para acesso ao Facebook para certas pessoas definidas pela plataforma. Para isso, a empresa disse que tornou "a ativação e o uso da autenticação de dois fatores o mais simples possível" para esse grupo.

Quem deve receber o pedido de ativação
O Meta disse que as pessoas que receberam a exigência de ativar a autenticação em dois fatores são aquelas consideradas mais vulneráveis aos ataques. Entre os exemplos estão defensores dos direitos humanos, jornalistas e funcionários de governos.

Quem receber o aviso tem duas semanas para ativá-lo. Após o período, o usuário não conseguirá mais logar na plataforma.

Não recebi o aviso, o que devo fazer?
Nada. Nenhuma ação é necessária para aqueles que não foram notificados, disse a plataforma.

Qualquer um pode ativar a autenticação em dois fatores?
Sim, mesmo quem não recebeu o alerta pode ativar a autenticação em duas etapas.