Governo do Egito fará megaevento para reinaugurar avenida com mais de 2 mil anos

Evento será transmitido pelas redes sociais às 14h30 (horário de Brasília)

Depois de mais de 70 anos de escavações, o governo egípcio irá realizar nesta quinta-feira um megaevento para reinaugurar a Avenida das Esfinges ao público. Os quase 3 km de comprimento e 7 metros de largura da avenida, que liga o Templo de Karnak ao Templo de Luxor, foram escavados na antiga cidade de Tebas. A sua atual localização é na cidade de Luxor.

O evento será transmitido pelas redes sociais às 14h30 (horário de Brasília).

Os dois lados da avenida têm fileiras de esfinges e estátuas com cabeças de carneiros. A Avenida das Esfinges foi concluída no reinado de Nectanebo I, entre 380 e 360 antes de Cristo e ficou durante séculos soterrada pelas areias. Os primeiros traços da existência da avenida foram descobertos apenas em 1949.

Avenida das Esfinges Foto: Reprodução
Avenida das Esfinges Foto: Reprodução

O megaevento não será o primeiro do tipo organizado pelo governo egípcio. Ele faz parte um esforço do país para promover suas descobertas arqueológicas com o objetivo de atrair turistas de todo o mundo no pós-pandemia. Em abril deste ano, o governo organizou um 'desfile de faraós', uma procissão que levou 22 múmias para um museu recém-inaugurado na cidade do Cairo.

As múmias foram transportadas a bordo de veículos com decorações típicas da época dos faraós. O cortejo foi liderado pelo faraó Sekenenré Taá (século XVI a.C.), da 17ª dinastia, e foi encerrada por Ramsés IX (século XII a.C.), da 20ª. Mais conhecidos do grande público, Ramsés II e Hatshepsut também fizeram parte do "desfile dourado dos faraós". O evento contou com um show musical transmitido ao vivo pela televisão egípcia.

Com informações de O Globo