Netflix lança trailer de série documental da primeira missão totalmente civil da SpaceX

Os dois primeiros episódios serão lançados no dia 6 de setembro.

A Netflix lançou o trailer (veja abaixo) de ‘Countdown: Inspiration4 Mission to Space‘, série documental dividida em cinco partes que exibirá em detalhes a primeira missão totalmente civil da SpaceX – que só decola em meados de setembro, mas a produção irá chegar ao público antes do lançamento da espaçonave Crew Dragon.

Dirigido pelo vencedor do Emmy Jason Hehir (‘Arremesso Final’) e anunciado como “a primeira iniciativa de documentários da Netflix a cobrir um evento quase em tempo real”, o programa apresentará desde os preparativos e treinamento para a missão até a cobertura ao vivo do lançamento no Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida (EUA), com imagens da espaçonave enquanto orbita a Terra com quatro passageiros dentro.

Os dois primeiros episódios serão lançados no dia 6 de setembro. O terceiro chega ao serviço no dia 13 do mesmo mês. Aqui está uma lista das datas de streaming e conteúdo de cada capítulo:

Segunda-feira, 6 de setembro: Conheça os quatro civis indo para o espaço
Segunda-feira, 13 de setembro: observe-os se preparando
Quarta-feira, 15 de setembro: assista ao lançamento ao vivo

Quinta-feira, 30 de setembro: Passe um tempo com a tripulação no espaço
Para configurar a missão de três dias, o bilionário Jared Isaacman (CEO da empresa de processamento de pagamentos Shift4 Payments) fechou um acordo privado com a SpaceX para participar do projeto. Três outros membros da tripulação – Hayley Arceneaux, médica assistente de 29 anos que se tornará a primeira sobrevivente de câncer ósseo no espaço; Dra. Sian Proctor, que é a quarta pessoa negra estadunidense fora da Terra; e Christopher Sembroski, um veterano da Força Aérea dos Estados Unidos (EUA) que trabalha para a fabricante de produtos aeroespaciais Lockheed Martin – foram selecionados por outros meios e terão todos os custos cobertos pelo executivo.

No trailer, o chefe da Shift4 Payments diz que a missão, além da significância para a ciência como um todo, também serve “a um propósito maior” – neste caso, uma campanha de arrecadação de fundos de US$ 200 milhões para o Hospital St. Jude Children’s Research em Memphis, no estado do Tennessee.

O interesse da Netflix na missão inovadora da SpaceX reflete um fascínio crescente, tanto de público quanto da sociedade, pelos chamados serviços de “turismo espacial”, que prometem aumentar o acesso aos voos fora da Terra – embora na maioria dos casos você precise de muito dinheiro para fazer isso acontecer.

Virgin Galactic e Blue Origin são duas empresas que planejam lançar serviços de turismo do tipo nos próximos um ou dois anos, após os recentes voos de teste que levaram os proprietários bilionários ao espaço. Todavia, as experiências de viagens espaciais oferecidas por ambas são suborbitais, ou seja, duram poucos minutos e só alcançam a chamada “linha Kármán” – a 100 quilômetros de altitude.

A oferta da SpaceX, por sua vez, é um empreendimento muito mais ambicioso, pois usará o foguete Falcon 9 de dois estágios (testado e comprovado) para enviar passageiros para uma órbita próxima à Terra. Uma experiência que, para as plataformas de streaming, devem render um show e tanto.