Violento e torpe, Bolsonaro precisa cair para que o Brasil possa ter alguma chance 

 Por Chico de Paula 

Eu disse certa vez que Bolsonaro é igual ao menino que, dono da bola, acaba com o jogo tão logo seu time começe a perder. Mas ele é muito muito pior do que isso, ele é como aquele garato valentão da escola que humilha as outras crianças por ser maior do que o restante da turma, exatamente por que está atrasado naquela série de tanto repetir de ano. 

Ou pior! Ele é como o agressor de mulher, pela sua simples condição de mulher; ou como o policial corrupto que achincalha um motorista no meio da madrugada para levar um "jabar" porque tem o poder da arma na mão; ou como um miliciano que violenta e extorque cotidianamente trabalhadores indefesos; ou ainda como o traficante que alicia sistematicamente meninos e meninas para o trabalho sujo do submundo da droga... 

Bolsonaro é intelectualmente limitado e cognitivamente atrasado, é um sujeito torpe e violento, a verdadeira negação do Brasil. E embora aqui e ali seu comportamento possa se encontrar com gestos e atitudes típicas dos brasileiros, ele não é nem de longe uma encarnação da nossa brasilidade. Bolsonaro é um ponto fora da curva num país que aprende, a duras penas, que a democracia, por mais limitada que ela seja, tem um preço caro. 

Se Bolsonaro conseguiu, em algum momento, catalisar o medo e o ressentimento dos brasileiros que amargavam (e continuam a amargar, diga-se de passagem) o desemprego e o desalento de uma economia que empobrecia (e que hoje empobrece mais ainda) milhões de pessoas, ao posso que não viam na política demonizada uma saída possível, é hora de dar a volta por cima, começando por sua derrubada. 

É preciso dar um basta no estado de terror que Bolsonaro tenta imprimir com suas ameaças veladas e/ou explícitas às instituições, em que pese todas as críticas que possamos ter contra elas. Mesmo que Bolsonaro fosse o dono das Forças Armadas (ele costuma se referir, por exemplo, ao Exército como sendo de sua propriedade), o que não é, isso não deveria ser motivo para algum temor, pois do povo deveria partir a resistência, ainda que isso pressuposse violência. 

Está claro que a elevação no tom das ameaças golpistas de Bolsonaro se devem ao desvelamento da natureza não só autoritária e incompetente do seu governo, mas da sua natureza corrupta. A queda de Bolsonaro e de seus asseclas é pouco, é preciso que todos eles paguem com cadeia e também com o ressarcimento ao erário público de todos os valores que foram subtraídos do povo, com juros e correções. 

Bolsonaro e seus cúmplices precisam, além disso, ser expurgados da política brasileira. E que nosso povo possa, com entendimento e clareza, perceber o quanto a política burguesa é traiçoeira, que figuras da estirpe de Bolsonaro e sua turma não podem e nem devem nunca mais voltar a ascender no Brasil. Nas ruas precisamos dizer em alto e bom som #ForaBolsonaro #ForaGenocida.

___________________________________________________________________________________________________________________________________________

Chico de paula é Doutor em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestre em Políticas Públicas e bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), advogado e jornalista. Natural de Lago da Pedra (MA), radicado no Rio de Janeiro, onde reside desde 1999.