WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
Principais DestaquesStellar Banner

Navio Stellar Banner sofre uma leve inclinação na costa do Maranhão

A operação de resgate do navio é realizada pelas equipes contratadas pela Polaris Shipping, e acompanhada por equipes do governo federal, como a Marinha e o Ibama.

A Marinha informou na segunda-feira (16) que o navio Stellar Banner, encalhado na costa maranhense há três semanas, sofreu uma leve inclinação. Segundo a Polaris, proprietária do navio, a operação de resgate da embarcação continua e deve durar nos próximos dias, se as condições climáticas permitirem.

A operação de resgate do navio é realizada pelas equipes contratadas pela Polaris Shipping, e acompanhada por equipes do governo federal, como a Marinha e o Ibama.

Segundo a Marinha, a maré de sizígia, que faz a correnteza ficar mais forte, alterou a posição no Stellar Banner, mas seria uma mudança quase imperceptível. A inclinação que era de 22 graus foi para 24 graus e meio. Técnicos informaram que não houve variação no volume de água nos porões de carga.

A primeira etapa da transferência do óleo dos tanques do cargueiro para o navio de apoio ALP defender já foi concluída. Um novo plano de transferência está sendo elaborado pela empresa contratada para resgatar o navio, que está com quase 300 mil toneladas de minério de ferro.

Operação
Cerca de 255 militares da Marinha do Brasil estão atuando diretamente na operação de resgate do navio Stellar Banner. Cinco rebocadores, sendo três com materiais de combate à poluição causada por óleo, também servem de apoio no local.

Além disso, estão sendo usados um drone com câmera térmica, um helicóptero S-76C e três embarcações de suporte às atividades contingência de derramamento do óleo.

Área afetada
A área afetada no casco do navio é de cerca de 25 metros, segundo o chefe de Estado-Maior do Comando do 4º Distrito Naval, Robson Neves Fernandes. Atualmente, não há registro de vazamentos.

No dia 28 de fevereiro, o Ibama havia verificado o vazamento de 333 litros de óleo no mar e o poluente havia se espalhado por uma área de 0,79 km². Um dia depois, o instituto afirmou que não visualizou mais as manchas de óleo encontradas anteriormente. Técnicos também trabalharam para vedar ainda mais os tanques de combustível e reforçar as travas dos compartimentos de carga, onde está o minério.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios