Brasil

Presos fazem três reféns no Complexo penitenciário de Gericinó

Motim teve início em uma área fora das galerias onde ficam as celas

Três pessoas são mantidas reféns por presos do presídio Jonas Lopes de Carvalho, conhecido como Bangu 4, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. Ainda não se sabe como o tumulto começou. Entre os reféns, estão dois funcionários que trabalham na unidade. Uma equipe de negaciadores está no local.

O presídio está cercado por homens do Serviço de Operações Especiais da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Policiais militares do 14º BPM (Bangu) foram chamados para reforçar o policiamento no entorno do complexo.

A Secretaria de Administração Penitenciária informou que detentos que estavam numa área técnica da unidade iniciaram o motim. Esse trecho fica fora das galerias onde estão as celas.

A Seap emitiu a seguinte nota sobre o fato:

“O Subsecretário de Gestão Operacional está na unidade prisional acompanhando a negociação da equipe especializada da Seap. O Grupamento de Intervenção Tática (GIT) está de prontidão no local e o Serviço de Operações Especiais (SOE) já cercou a unidade.

O Secretário de Estado de Administração Penitenciária, David Anthony, está em deslocamento para o local e ativou o Gabinete de Crise do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

Ressaltamos que foi solicitado apoio da Polícia Militar para a segurança externa do Complexo Penitenciário de Gericinó. Já a Defesa Civil foi acionada por medida preventiva. O espaço aéreo foi bloqueado”.

Fonte: O GLOBO

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close