Maranhão

Produtoras rurais de Cantanhede são capacitadas pelo Senar e produzem doces e salgados

A proposta principal desta iniciativa é preparar as participantes para encarar o mercado de trabalho

A combinação de Doces e Salgados, nem sempre é apropriada, mas no caso do curso ofertado pelo Senar para produtoras rurais de Cantanhede, foi muito bem vinda. Foram três dias de aulas teóricas e práticas que demandaram o preparo primoroso de dezenas deste tipo de alimento para um grupo de 12 mulheres.

A proposta principal desta iniciativa é preparar as participantes para encarar o mercado de trabalho criando oportunidade para investir em um negócio próprio, incrementando a renda da família com vistas a melhorar a qualidade de vida.

O gestor do Senar, Luiz Figueiredo, Yolanda Gomes, Rosinha Monteles, Francisca Coelho, Ana Paula Coelho e Marly Carvalho.

O curso ocorreu com o apoio do técnico agrícola Paulo Coelho e da mobilizadora do Senar Ana Paula Coelho, ambos moradores daquele município que cederam o espaço de sua casa para o evento.

De acordo com a mobilizadora, as mulheres envolvidas no curso de Produção Artesanal de Alimentos, são beneficiárias do programa Minha Casa Minha Vida da zona rural de Cantanhede. Ela diz ainda que ao se capacitarem, elas investem na melhoria de qualidade de vida de sua família e passam a ser mulheres emponderadas.

“Foi muito gratificante participar deste processo, pois, por meio deste treinamento o Senar oferece oportunidade de crescimento e independência profissional de cada participante, sendo por isso considerada a maior escola da vida no campo. Tenho orgulho de fazer parte desta grande família”, falou ela, emocionada ao ver o resultado do trabalho.

Para a instrutora Marly Piedade Carvalho, o curso de Doces e Salgados tem uma  grande importância, haja vista que se propõe a criar fomento à família, e também à comunidade em que vive.

“Após esta capacitação, as produtoras rurais podem gerar uma fonte de renda permanente, além disso, serve para evitar o êxodo rural. A satisfação em trabalhar no Senar é muito grande, porque a gente sabe que temos o apoio da instituição”, disse a instrutora.

Já a produtora rural Raimunda Carneiro, assegura que recebeu informações valiosas para a sua vida, durante as 24 horas de aula.

“Foi muito bom para mim, nunca havia participado de um evento como este, e na oportunidade aprendi a fazer diversos bolos e salgados. Vou fazer para o consumo da minha casa”, ressaltou ela destacando a importância do Senar em sua vida. “Nota dez para o Senar”.

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close