WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
CoronavírusPrincipais Destaques

Quatro das 10 cidades com menor crescimento de coronavírus ficam no Maranhão, mostra G1

São elas: Paço do Lumiar, São Luís, São José de Ribamar e Codó.

Reportagem do Fantástico publicado no portal G1, da TV Globo, mostra que o Maranhão tem quatro cidades na lista das que apresentam o menor crescimento de casos novos de coronavírus em todo o Brasil. São elas: Paço do Lumiar, São Luís, São José de Ribamar e Codó.

As três que ficam na Ilha de São Luís são as que lideram a lista dos menores crescimentos. Codó está em sexto lugar na lista dos dez municípios com menor aumento de casos nos últimos 14 dias.

O ranking foi feito com municípios com mais de 100 mil habitantes. O período de 14 dias foi escolhido porque é o tempo considerado necessário para verificar tendências.

“O Fantástico levantou quais as cidades com o melhor desempenho nesse período, ou seja, que tiveram menor aumento em 14 dias nos casos acumulados de Covid-19. Nesse aspecto, a liderança fica por conta de Paço do Lumiar, no Maranhão”, diz a reportagem.

“Outro dado que chama atenção é justamente que Maranhão e Pernambuco concentram a maioria dos municípios (oito), inclusive suas capitais”, acrescenta o texto.

Novos hospitais

A abertura de novos hospitais foi essencial para o Maranhão conseguir combater o coronavírus e reduzir o crescimento de casos de Covid-19.

“Cem dias de inaugurações na Saúde. Em São Luís: HCI, Genésio Rego, Raimundo Lima. Hospitais de Lago da Pedra, Viana e Santa Luzia do Paruá. Hospitais de campanha em São Luís, Pedreiras, Santa Inês e Açailândia. UPA em Paço do Lumiar. E ampliações de leitos em todas as regiões”, afirmou o governador Flávio Dino.

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios