WeCreativez WhatsApp Support
O MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DO MARANHÃO
ᴄᴇɴᴛʀᴀʟᴅᴇɴᴏᴛɪᴄɪᴀꜱ.ʀᴀᴅɪᴏ.ʙʀ
DestaquesMundo

Rainha Elizabeth II fala sobre a pandemia de coronavírus: “Dias melhores virão”

Isolada, a monarca fez um raro pronunciamento que é o quinto em todo o seu reinado de 68 anos

Eqm um momento raro, a rainha Elizabeth II, de 93 anos, fez um pronunciamento oficial que parou todo o Reino Unido para escutar suas palavras neste domingo (5). Em 68 anos no trono, esta é a quinta vez que a monarca fala publicamente, com exceção das tradicionais mensagens de Natal.

Na conta oficial do Instagram da família real, ela comentou sobre a importância de todos se manterem dentro de suas casas, visto que o Reino Unido é um dos lugares com mais casos de coronavírus da Europa.

“Quero agradecer a todos na linha de frente do NHS, bem como aos profissionais de saúde e àqueles que desempenham papéis essenciais, que desinteressadamente continuam seus deveres diários fora de casa, em apoio a todos nós. Tenho certeza de que o país se juntará a mim para garantir que o que você faz seja apreciado e a cada hora de seu trabalho duro nos aproxime de um retorno a tempos mais normais”, disse em parte do pronunciamento.

Ao final, ela fez um agradecimento especial a todos os trabalhadores que estão na linha de frente e fez um discurso de esperança de que dias melhores virão após a pandemia.

“Devemos ter consolo de que, embora tenhamos mais ainda para suportar, dias melhores virão: estaremos com nossos amigos novamente; estaremos com nossas famílias novamente; nós nos encontraremos novamente”, falou.

Esta é uma aparição simbólica em um momento de crise. A monarca somente se manisfetou na Guerra do Golfo (1991), após a morte Diana, ex-mulher do príncipe Charles (1997), na morte da rainha mãe (2002) e durante a celebração dos 60 anos do reinado dela (2012).

O castelo de Windsor informou que somente um operador de câmera esteve junto da monarca durante a gravação do vídeo, que usou máscara, luvas e manteve a distância necessária para evitar qualquer tipo de contaminação.

Neste tempo de risco, a rainha Elizabeth simboliza uma perspectiva de direção aos seus súditos, principalmente aos trabalhadores da saúde que estão na linha de frente da batalha contra o coronavírus. O Reino Unido registrou nas últimas 24 horas mais de 621 mortos, somando quase 5 mil vítimas em todo o país que tem uma população majoritariamente idosa.

Veja o pronunciamento completo da Rainha Elizabeth II:

“Estou falando com você no que sei que é um momento cada vez mais desafiador. Um momento de perturbação na vida de nosso país: uma perturbação que trouxe pesar a alguns, dificuldades financeiras para muitos e enormes mudanças no cotidiano de todos nós.

Quero agradecer a todos na linha de frente do NHS, bem como aos profissionais de saúde e àqueles que desempenham papéis essenciais, que desinteressadamente continuam suas tarefas diárias fora de casa, em apoio a todos nós. Estou certa de que a nação se juntará a mim para garantir que o que você faz seja apreciado e a cada hora de seu trabalho duro nos aproxime de um retorno a tempos mais normais.

Também quero agradecer àqueles que estão em casa, ajudando assim a proteger os vulneráveis ​​e poupando a muitas famílias a dor já sentida por aqueles que perderam entes queridos. Juntos, estamos enfrentando esta doença e quero garantir que, se permanecermos unidos e resolutos, vamos superá-la.

Espero que nos próximos anos todos se orgulhem de como responderam a esse desafio. E aqueles que vierem depois de nós dirão que os britânicos desta geração eram tão fortes quanto qualquer outro. Que os atributos da autodisciplina, da calma e bem-humorada determinação e do sentimento de companheirismo ainda caracterizam este país. O orgulho de quem somos não faz parte do nosso passado, define o nosso presente e o nosso futuro.

Os momentos em que o Reino Unido se uniu para aplaudir seus cuidados e trabalhadores essenciais serão lembrados como uma expressão do nosso espírito nacional; e seu símbolo serão os arco-íris desenhados por crianças.

Em toda a Commonwealth e em todo o mundo, vimos histórias emocionantes de pessoas se unindo para ajudar outras pessoas, seja através da entrega de pacotes de alimentos e remédios, checando vizinhos ou convertendo empresas para ajudar no esforço de socorro.

E, embora o auto-isolamento às vezes seja difícil, muitas pessoas de todas as religiões e de nenhuma, estão descobrindo que ela apresenta uma oportunidade de desacelerar, pausar e refletir, em oração ou meditação.

Isso me lembra a primeira transmissão que fiz, em 1940, ajudada por minha irmã. Nós, quando crianças, conversamos daqui em Windsor com crianças que haviam sido evacuadas de suas casas e mandadas para sua própria segurança. Hoje, mais uma vez, muitos sentirão uma sensação dolorosa de separação de seus entes queridos. Mas agora, como então, sabemos, no fundo, que é a coisa certa a fazer.

Embora já tenhamos enfrentado desafios antes, este é diferente. Desta vez, nos unimos a todas as nações do mundo em um esforço comum, usando os grandes avanços da ciência e nossa compaixão instintiva para curar. Nós teremos sucesso – e esse sucesso pertencerá a todos nós.

Devemos ter consolo de que, embora tenhamos mais ainda para suportar, dias melhores virão: estaremos com nossos amigos novamente; estaremos com nossas famílias novamente; nós nos encontraremos novamente.

Mas, por enquanto, envio meus agradecimentos e votos de felicidades a todos.”

Deixe Aqui Seu Comentário
Rei dos Reis - Cortina
Etiquetas
Ler Mais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RELACIONADAS

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios