Maranhão

Representante do agronegócio recebe manifestação de apoio por todo Maranhão

O incentivo ao pequeno, médio e grande produtor rural se transforou em uma bandeira

Depois de séculos de escances de alimento, falta de emprego; de educação e de saúde de qualidade, o setor rural do Maranhão dá sinais de que começa a entender que sem representação política é praticamente impossível mudar a realidade no campo e na cidade. As manifestações de apoio ao candidato a deputado federal Raimundo Coelho, representante do Agronegócio, em todas as regiões do Estado é um claro exemplo disso.

Parece que o Estado começa entender que o agronegócio precisa com urgência de representação na Câmara Federal.

Apenas nos últimos dois dias, Raimundo Coelho percorreu os municípios de Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Anajatuba, Miranda do Norte, Codó, Timbiras e Coroatá. Em todos esses municípios o que se viu foi a empolgação de quem não ver a hora de ter o incentivo necessário para fazer a terra produzir e dela tirar o sustento e o conforto que suas famílias precisam.

Moradores de São Bernardo ouvem atentamente as propostas de incentivo ao Agronegócio

No  município de  São Bernardo, o diálogo  com produtores rurais, sindicalistas, lideranças da cidade e de povoados circunvizinhos  comprovou  que a população não quer continuar sem representação  do setor rural em Brasília. Famílias inteiras compareceram ao encontro para ouvir as propostas e manifestar apoio ao candidato Raimundo Coelho.

Carlos Alberto, Wallington instrutor do SENAR, Isaías, presidente da Associação dos Produtores Rurais de Cana Brava e moradores da região.

Em Santa Quitéria não foi diferente. Outro encontro com produtores rurais, líderes de associações, autoridades e moradores do povoado Cana Brava mais uma  calorosa manifestação de apoio às propostas de Raimundo Coelho para desenvolvimento do setor produtivo rural.

Pastor Glauber, Emerson Macêdo, Secretário adjunto de Agricultura do Estado do Maranhão e aos moradores de Quebra.

No povoado Quebra, município de Anajatuba, uma rápida conversa com a presença do secretário Adjunto de Agricultura, Emerson Macedo, foi o bastante para  comprovar a  adesão de todos os presentes.

Professora Alaide, a psicóloga Bianca e moradores de Coroatá abraçam a causa do Agrodiálogo

Por onde passa, Raimundo Coelho vai ganhando manifestações de carinho e apoio daqueles que ao longo dos anos sofreram sem ter quem ouvir sua demandas e sem representação para encaminhá-las aos órgãos competentes. A possibilidade de acessar crédito para pequena, média e grande produção anima a todos e a bandeira da produção ganha novos defensores. Em Coroatá foi mais uma constatação disso.

 

 

Deixe Aqui Seu Comentário
Tags
Ler Mais

RELACIONADAS

Close
Close