Amor de mãe

Por Flávio Dino - Governador do Maranhão

Em épocas tão desafiadoras como a que vivemos, devemos valorizar ainda mais os bons sentimentos que dão sentido à vida. Numa das mais belas passagens bíblicas, São Paulo nos fala: “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13).

Quando lemos tais palavras, automaticamente lembramos das nossas mães. E hoje é o dia de celebrar àquelas que foram usadas por Deus para nos trazer ao mundo, dia de reconhecer, de confraternizar.

Por mais um ano, infelizmente, temos um cenário bem diferente do usual para celebrar o Dia das Mães. Aliados às vacinas, os cuidados preventivos ainda são a melhor forma de preservar a vida de quem amamos. Devemos permanecer fortemente mobilizados em defesa do direito à vida e lutando por todas as condições necessárias para que retomemos a normalidade de nossas rotinas e convívios familiares o mais breve quanto possível.

Temos realizado todos os investimentos materiais e humanos a fim de fornecer estrutura hospitalar para o atendimento adequado aos pacientes acometidos pelo coronavírus, ao tempo em que travamos uma batalha incansável em busca de mais vacinas para o povo do Maranhão.

Temos a alegria de já ter aplicado doses de cuidado em muitas mães, por meio da vacinação. Além das mães idosas e das várias categorias profissionais já atendidas, agora chegamos à fase das gestantes com comorbidades e puérperas, para quem mantivemos a vacinação inclusive nestes sábado e domingo.

Em outra frente, trabalhamos para tornar a jornada das mães menos difícil. Com diversos auxílios emergenciais, temos apoiado milhares de mães de família no enfrentamento a este período econômico tão grave. Cito o exemplo do programa Comida na Mesa, ampliando a doação de cestas básicas em todas as regiões do Estado, alcançando mais de 400 mil já distribuídas. Recentemente anunciamos mais R$ 180 milhões investidos no programa, que viabilizarão a aquisição de mais 200 mil cestas básicas, além da rede estadual de Restaurantes Populares, que tem servido diariamente almoço e jantar.

Hoje, em particular, dedico todo nosso empenho a tantas mães que fazem a nossa luta diária ter mais sentido. Agradeço às mães que estão na linha de frente da batalha contra a Covid-19 no Maranhão, deixando suas famílias para reforçar nosso front nas unidades de saúde. Homenageio, de maneira muito afetuosa, as mães que hoje tem lágrimas nos olhos por terem perdido filhos e filhas. Deixo meu abraço de dor compartilhada, dor que dilacera a alma e parte o coração.

Em todo o Maranhão, em todo o Brasil, desejo que seja um dia fraterno, de carinho e amor. De tais sentimentos nascem luz e esperança para todos nós.